quinta-feira, 25 de maio de 2017

Objectivo: 6km em 40 min

Estado: confiante

Os treinos de corrida têm sido descurados. Com feriados, fins de semana fora e mudanças em curso (acompanhadas de pequenos arranjos que acabam sempre por resvalar para arranjos de maiores dimensões), estive cerca de 3 semanas sem correr 1 único km.

A semana passada dispus-me a ir fazer uma corridita para ver o "estado da nação". Fiquei assustada!!! Senti-me desconfortável, com as pernas pesadas e sem fôlego.

Depois dessa corrida, fiz uma 2ª em que me senti "normal".

Na passada terça-feira fiz um treino de 5km em 33 min. Fui variando o ritmo da corrida, por vezes mais lento por vezes mais rápido. Os últimos 500m foram em sprint até não aguentar mais.
Senti-me bem durante toda a corrida.
Se fizermos a média, com o ritmo que tive nesta última corrida, conseguirei fazer os tais 6km em 40 min.

Claro que o facto de os 6km serem em prova tem vantagens e desvantagens relativamente aos treinos que tenho feito.
A maior vantagem que vejo é o facto de ser uma corrida "colectiva". Já percebi que isso me motiva e acabo sempre por fazer melhores tempos.
A maior desvantagem será, eventualmente, a metereologia. Ainda não vi a previsão do tempo daquele dia mas se for de calor (ou de chuva torrencial) bem que vou penar o caminho todo.

Logo se verá como corre!


quarta-feira, 10 de maio de 2017

Hoje lembrei-me....

Não sei se faz hoje anos que este facto aconteceu... não me lembro o dia exacto em que foi.

Lembro-me sim que foi nas aulas do Rodrigo. No inicio das aulas tinhamos que partilhar algo bom que nos tinha acontecido desde a última vez que tínhamos estado juntos.

Houve um dia em que partilhei que, na aula anterior, me tinha apaixonado pela Carlota, uma das colegas que estavam presentes. E depois expliquei o porquê....
A Carlota é uma rapariga doce, culta, bem formada, etc etc
Na aula anterior (não me lembro se no contexto desta partilha habitual ou se noutro exercício que fizemos) ela partilhou uma música que dedicou à sua mãe e falou sobre ela. O discurso foi tão bonito, a música tão tocante.... que a certa altura eu olhei para ela (lavada em lágrimas) e senti paixão! Pode parecer estranho, mas isso foi mesmo o que senti.

Hoje lembrei-me deste episódio (e já escorreu uma lagrimazita) e lembrei-me da Márcia... rapariga que também conheci nas mesmas aulas.

Não desfazendo do resto do grupo que conheci nessa altura... mas estas duas raparigas ainda hoje me tocam o coração. Mesmo que eu não tenha contacto nenhum com elas há quase 2 anos. São dois seres humanos absolutamente lindos e a quem desejo toda a felicidade do mundo! Por isso, beijos virtuais para as minhas meninas.... onde quer que vocês estejam!