segunda-feira, 29 de maio de 2017

Objectivo superado!

O título do post diz tudo... Consegui concluir os 6km em menos de 40min (mais concretamente em 38min e 28 segundos).

Confesso que não fiquei fã da prova em si... É demasiada gente e a organização acaba por ser confusa e "desorganizada".
O meu grande stress (a logística do transporte ao ponto de partida) acabou por não ser demasiado confuso mas ainda assim deixou a desejar.

Mas vamos voltar atrás e começar pelo inicio.

Este era um fim-de-semana que se avizinhava atarefado e cansativo.
Começando pela sexta-feira, dia em que acabei por fazer a mudança dos móveis da casa A para a casa B. Claro que chegando o final do dia tive trabalho de sobra a fazer arrumações que, diga-se de passagem, ainda estão muito longe de terem terminado.
Quando aterrei na cama ao final do dia nem queria acreditar que já estava no vale dos lençóis!

Sábado havia almoço da empresa do A.
Levantar a horas minimamente decentes, arranjar tudo (sacos com roupa e equipamento) e sair de casa antes do meio-dia para ainda ir fazer umas compras de última hora para a corrida e tentar descobrir onde raio era o almoço.
Sair do almoço a meio da tarde e fazer a viagem até ao Peso da Régua. Chegar lá muito próximo das 18h e ir levantar os dorsais. A cidade já estava em estado de sítio e arranjar lugar para estacionar o carro foi qualquer coisa de mirabolante.
Como ficamos hospedados num alojamento a cerca de 15 min da cidade, após termos levantado os dorsais fomos até lá fazer check-in e voltamos para ir jantar ao pasta party.

Domingo levantamo-nos cedo e tomamos o pequeno-almoço no alojamento. Preparamos tudo e saímos em direção ao Peso da Régua. Obviamente que o carro ficou estacionado bem longe. Impressionante a quantidade de gente que andava naquelas ruas.
Cometi um erro crasso.... antes de sair do alojamento não fui ao wc. Ainda tentei ir a um café antes de apanhar o autocarro mas foi para esquecer!

Naquelas ruas só se viam autocarros e pessoas!!!
Por acaso, calhou de "abancar" num sitio onde nem 5 min depois estava a parar um autocarro e consegui escapar para dentro do mesmo. SORTE!!

1ª crítica à organização: supostamente só podia embarcar nos autocarros quem tinha a t-shirt do evento ou dorsal. Ninguém estava a controlar tal. Duvidam que houve muita gente que não se inscreveu e usufruiu do transporte? Se o evento já tem milhares de inscritos e é caótico, imaginem acrescentando ainda mais pessoas!

Chegados ao local da partida, havia a divisão da mini e da meia. Eu fui para a mini, o A. para a meia. Na zona da mini era povo que nem é bom lembrar!! Eu tinha como objetivo ir o mais para a frente possível para tentar fugir de quem ia caminhar no momento da partida. Andei, andei, andei... eis se não quando percebo que quem ia fazer a meia estava a passar por um carreiro (fila indiana) para chegar à zona de partida. Acreditem que na hora da partida ainda havia pessoal da meia bem longe da zona de partida.

2ª crítica à organização: o acesso à zona de partida da meia-maratona era muito limitado.

Bom, como eu estava sozinha... Fui furando conforme me foram deixando. A certa altura houve um avanço em massa. Depois desse avanço mais uma paragem (e pessoal da meia ainda a caminhar para a partida), eu a avançar como podia... Após uns quantos "soluços", abertura para a partida.

Aí preparei o endomondo e iniciei a minha corrida.
Muita gente a caminhar mas também muita gente a correr. No primeiro km, distribuí muito encontrão (tendo o cuidado de me desviar de crianças ou de adultos acompanhados de crianças). Depois disso foi pacifico!

Ainda não tínhamos completado 2km e havia um abastecimento de água.
Não que eu ache que numa caminhada ou numa corrida de 6km seja necessário mais que 1 abastecimento, simplesmente achei que foi demasiado cedo e, consequentemente, fiquei à espera do 2º antes da meta. Não houve mais nenhum.

3ª crítica à organização: o abastecimento de água na mini-maratona foi demasiado cedo!

Como na zona de partida não havia rede de telemóvel, acabei por não ter música o tempo todo. Só ia ouvindo a voz da sra do endomondo a marcar a passagem dos kilómetros.
Quando atingi os 3 km, ela anunciou a 18 min e qualquer coisa e eu fiz uma das minhas danças da felicidade. Estava com um ritmo de 6 min e pouco por km o que me dava esperança de conseguir terminar antes dos 40min.

O único momento em que caminhei, foi uma altura em que quis beber a água que trazia comigo desde o abastecimento (penso que fiz isto +/- no 3º km mas já não tenho certeza) e dei uns 3 ou 4 passos a caminhar em vez de correr.

Consegui ir mantendo o ritmo (o A. critica muito a minha corrida porque é raro eu conseguir manter ritmo) e terminei os 6km com 38min e 28 seg.
Digo "terminei os 6km" porque na meta marquei 5.5km e eu andei às voltas depois da meta porque meti na cabeça que queria fazer 6 km!!!
Sim, eu sou mesmo tola!!!

Mas pronto, fiquei feliz porque consegui superar o objectivo a que me tinha proposto.

Ah! Lembram-se que queria ir ao wc? Pois.... foi só mesmo depois de ter terminado a corrida.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Objectivo: 6km em 40 min

Estado: confiante

Os treinos de corrida têm sido descurados. Com feriados, fins de semana fora e mudanças em curso (acompanhadas de pequenos arranjos que acabam sempre por resvalar para arranjos de maiores dimensões), estive cerca de 3 semanas sem correr 1 único km.

A semana passada dispus-me a ir fazer uma corridita para ver o "estado da nação". Fiquei assustada!!! Senti-me desconfortável, com as pernas pesadas e sem fôlego.

Depois dessa corrida, fiz uma 2ª em que me senti "normal".

Na passada terça-feira fiz um treino de 5km em 33 min. Fui variando o ritmo da corrida, por vezes mais lento por vezes mais rápido. Os últimos 500m foram em sprint até não aguentar mais.
Senti-me bem durante toda a corrida.
Se fizermos a média, com o ritmo que tive nesta última corrida, conseguirei fazer os tais 6km em 40 min.

Claro que o facto de os 6km serem em prova tem vantagens e desvantagens relativamente aos treinos que tenho feito.
A maior vantagem que vejo é o facto de ser uma corrida "colectiva". Já percebi que isso me motiva e acabo sempre por fazer melhores tempos.
A maior desvantagem será, eventualmente, a metereologia. Ainda não vi a previsão do tempo daquele dia mas se for de calor (ou de chuva torrencial) bem que vou penar o caminho todo.

Logo se verá como corre!


quarta-feira, 10 de maio de 2017

Hoje lembrei-me....

Não sei se faz hoje anos que este facto aconteceu... não me lembro o dia exacto em que foi.

Lembro-me sim que foi nas aulas do Rodrigo. No inicio das aulas tinhamos que partilhar algo bom que nos tinha acontecido desde a última vez que tínhamos estado juntos.

Houve um dia em que partilhei que, na aula anterior, me tinha apaixonado pela Carlota, uma das colegas que estavam presentes. E depois expliquei o porquê....
A Carlota é uma rapariga doce, culta, bem formada, etc etc
Na aula anterior (não me lembro se no contexto desta partilha habitual ou se noutro exercício que fizemos) ela partilhou uma música que dedicou à sua mãe e falou sobre ela. O discurso foi tão bonito, a música tão tocante.... que a certa altura eu olhei para ela (lavada em lágrimas) e senti paixão! Pode parecer estranho, mas isso foi mesmo o que senti.

Hoje lembrei-me deste episódio (e já escorreu uma lagrimazita) e lembrei-me da Márcia... rapariga que também conheci nas mesmas aulas.

Não desfazendo do resto do grupo que conheci nessa altura... mas estas duas raparigas ainda hoje me tocam o coração. Mesmo que eu não tenha contacto nenhum com elas há quase 2 anos. São dois seres humanos absolutamente lindos e a quem desejo toda a felicidade do mundo! Por isso, beijos virtuais para as minhas meninas.... onde quer que vocês estejam!