Avançar para o conteúdo principal

Da falta de profissionalismo

De há uns tempos para cá tenho andado a fazer vários contactos com agentes imobiliários com o intuito de, eventualmente, adquirir casa.
Ora, nestes contactos que fui fazendo deparei-me com tantas situações de deixar a boca aberta que achei que o melhor seria partilhar. Pode ser que este texto sirva para alguns profissionais da área perceberem o que não devem fazer.

1. solicitei pedido de visita (por 2 vezes, para o mesmo imóvel) numa empresa imobiliária bastante activa no facebook. já se passaram meses. ainda estou à espera do contacto. talvez se lembrem em 2054.

2. fui fazer uma visita (numa 6ª ao fim do dia) a um imóvel bastante interessante mas cuja localização não me agradava. expliquei ao agente o que pretendia e ele ficou super entusiasmado, disse-me que tinha vários imóveis que correspondiam ao que eu pretendia, mostrou-me inclusivamente 1 "em papel" (que eu queria mesmo visitar porque correspondia à minha pretensão e era um prédio que eu já conhecia) e comprometeu-se a mandar-me as opções que tinha, por email, na 2ª e a ligar-me para marcarmos visita no tal que eu queria ver. já passaram meses.... se calhar o problema foi ele não ter dito que 2ª seria.

2.1. escusado será dizer que já vi vários anúncios de imóveis desta imobiliária e não pedi contacto de mais nenhum....

3. mais uma vez, solicitei visita a um determinado imóvel. fui contactada pelo agente para marcar visita. mas primeiro eu tinha de me deslocar à loja pois até tinha imóveis que não estão na net e que poderiam interessar. fez-me ir à loja (que fica super fora de mão) e marcou numa hora em que há mercado ao lado da loja... imaginem a facilidade no estacionamento. quando lá cheguei perguntou-me se eu era a Sofia ou a Maria visto que tinha 2 marcações para a mesma hora. primeira má impressão: check!

3.1 quis marcar visita para vários imóveis mas esqueceu completamente o imóvel que eu tinha efectivamente pedido visita. segunda má impressão: check!

3.2 eu fui sozinha à loja. nunca em tempo algum falei de uma segunda pessoa que fosse adquirir o imóvel comigo (porque efectivamente era um passo que estava a tomar sozinha) e de repente pergunta-me se "somos os dois efectivos". estive quase para perguntar se era eu e o fantasma das cuecas rotas. terceira má impressão: check!

3.3 não contente com a grande argolada que meteu, de seguida pergunta-me quanto é o meu salário. aqui fiquei tão atónita que tive de pedir que repetisse a pergunta não fosse eu ter ouvido mal. não, eu não tinha ouvido mal. levou como resposta um redondo NÃO. quarta má impressão: check!

3.4 este correu tão mal que antes do dia que tínhamos combinado para fazer as visitas aos imóveis que ele escolheu, comecei a achar que não queria ter nada a ver com aquela pessoa. quando me mandou sms a pedir confirmação das visitas, respondi a cancelar. perguntou quando poderíamos remarcar. respondi que não era para remarcar. perguntou se eu já tinha comprado casa... e eu tive a certeza que tinha acabado de tomar a decisão certa! aquela pessoa não me ia vender casa nenhuma, nunca jamais em tempo algum.

4. mando contacto a solicitar informações sobre a localização (aliás, fui muito concreta e pedi o nome da rua). recebi um email que dizia simplesmente "envio-lhe o meu contacto para me ligar" e onde não havia nenhum número de telefone. respondi a questionar se me podia responder às questões que eu havia colocado (eu não tinha questionado apenas sobre a localização). respondeu exactamente a mesma coisa. insisti. apenas responde dizendo que fica na zona X. coloco no google maps e percebo a relutância na resposta. aquilo fica, no minimo, a uns 10km de distância do local que está anunciado. não, obrigada!

5. mais uma moedinha mais uma voltinha. novamente a minha abordagem foi questionar sobre o nome da rua. a resposta foi "não sei o nome da rua mas fica ao pé de X e Y e tem uma foto do exterior, pode ser que conheça o prédio". primeiro, não sabe o nome da rua???? até pode não estar no processo (que já de si é um grande erro) mas vai ao google maps, descobre e não faz figura de otário perante um potencial cliente. segundo, não me lembrava de ver nenhum foto do exterior do prédio por isso abri novamente o link que tinha consultado... pois, efectivamente só tinha fotos do interior do apartamento. ora, primeira e segunda má impressão: check, check!!

5.1 juro que escrevi um email a dar nota à pessoa do outro lado a grande barracada que havia cometido.... mas depois apaguei (porque eu até queria visitar o imóvel) e simplesmente perguntei se podia visitar no dia X. respondeu que não fazia marcação por email ou eu ligava para o número XPTO ou lhe dava o meu contacto. mandei o meu número dizendo que não posso atender telefone durante o dia. ligou-me nesse dia por volta das 8h da noite e sou capaz de jurar que ou estava bebedo ou ganzado tal era a forma como arrastava a voz. combinou comigo que me mostraria o imóvel no sábado seguinte mas que depois me confirmaria hora e local. de seguida desliga-me o telefone na cara. terceira e quarta má impressão: check, check!

5.2 o dia que havíamos combinado aproxima-se e nada. já depois das 9h da noite do dia anterior lembro-me que não sei nada para o dia seguinte. mando sms a perguntar se a visita se confirma. responde a dizer que me tinha tentado ligar mas não atendi... e a visita vai ter de ser adiada. vou ver o registo de chamadas e efectivamente ligou 1 vez (confesso que não me apercebi ou teria devolvido a chamada) no dia anterior às 4h30 da tarde. jura? depois de eu lhe dizer que não posso atender durante o dia? não tenta a outra hora? não manda sms? sinais de fumo? nada? quinta má impressão: check!

5.3 pois.... este foi de vela como o outro.

Entretanto abrandei a minha pesquisa de imóvel e acabei até a desistir da ideia de comprar neste momento (por questões pessoais), mas nesta minha saga apenas me deparei com um agente imobiliário que foi 100% correcto no tratamento e que apenas me mostrou imóveis que ele achou que iriam corresponder às minhas exigências. Inclusivamente, o último que ele me mostrou era quase perfeito... o "problema" é que nessa altura eu já estava em processo a mudar a decisão que tinha tomado meses antes.

Comentários

  1. Isso parece-se com os processos aqui!!! É uma porcaria...
    A minha irmã, agente imobiliária na zona de Torres, farta-se de reclamar dos colegas. Em particular por nem uma entrevista decente fazerem e acabam por mostrar casas que nada têm a ver com o que o cliente quer, muitas vezes nem a tipologia é a mais indicada...
    Quanto a perguntar o salário não acho assim tão descabido, é para saber a tua capacidade de endividamento ou vai-te mostrar casas que não podes pagar. Acho mesmo que podia ser por isso, muita gente vai procurar casas sem ter noção de quanto pode gastar... Nós, antes de comprar casa, fomos ao banco fazer uma pré aprovação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não acharia descabido se a pergunta surgisse enquadrada numa conversa em condições... e numa fase um pouco mais adiantada.
      Agora no primeiro contacto? Sem qualquer enquadramento?
      Simplesmente caiu muito mal...

      Eliminar
  2. Acho que qualquer pessoa perdia o entusiasmo de comprar casa. De repente lembrei-me de um dos agentes imobiliários que há uns anos me (nos) andou a mostrar casas. Aquilo foi tão surreal que cheguei a ouvir "não te rias, por favor!". :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a minha saga com agentes imobiliários continua pois neste momento estou à procura para arrendar numa zona completamente distinta. cheira-me que daqui a uns tempos tenho conteúdo para mais um post deste tipo.

      Eliminar
  3. Incrível... Uma má experiência ainda se tolera, agora tantas de forma sucessiva é coisa para dar uma carrada de cabelos brancos!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Hoje escrevo-vos com o coração

[e publico para o mundo inteiro ver... porque há coisas que o mundo não precisa de saber mas há outras que preciso tirar de dentro do peito]

Há 4 anos atrás descobri que vinha sendo enganada pela pessoa que amava. Durante uns dias hesitei mas acabei por tomar a decisão mais dificil que alguma vez tomei: decidi que não queria mais aquela pessoa na minha vida. 
Psicologicamente estava de rastos... só eu sei o que passei, nesse último ano, nas mãos da pessoa que me tinha feito promessas vãs.

Das últimas conversas que tivemos ele disse-me que iria apagar o seu perfil de Facebook. Para eu não achar estranho... que essa decisão nada tinha a ver comigo, que era ele que precisava de o fazer apenas por si próprio.
[sim, eu lembro-me dessa conversa como se tivesse acontecido há 2 minutos atrás.... o raio da memória nesse tempo ainda era grande, enorme. 
hoje em dia é uma titica e quase não me lembro do que fiz hoje de manhã]

Tudo muito certo até eu descobrir, meses mais tarde, que quando ele me disse…

Acho que preciso esclarecer

A quem não convive comigo diariamente... Não me interpretem mal!

Eu segui e sigo em frente todos os dias. A pessoa a quem me refiro no post anterior é passado e não possuo qualquer sentimento por ele... nem sequer ódio.
As recordações do tempo que passamos juntos são-me completamente inócuas. Foram vivências e apenas isso.

A irritação que vos transmiti... eu diria que acontece de ano a ano e, lá está, apenas porque sinto que há ali um poder sobre mim. E se há coisa que eu não gosto é que tenham poder sobre a minha pessoa.

[eu sei que pareço calminha e, por vezes, até submissa.... mas é algo que não sou mesmo!]

Ia chamar este post de "homossexualidade" mas o que vou escrever é mais abrangente que isso

Acabei de ver o excerto do vídeo em que 2 jogadores do Sevilha, ao celebrarem a sua vitória contra o Benfica, se beijam.

Não sei se são heterossexuais, homossexuais ou bi e sinceramente não me interessa particularmente qual a sexualidade de duas pessoas sobre as quais nunca tinha ouvido falar a não ser há umas horas atrás.
Mas já que vou opinar, não me pareceu que aquele beijo que tenha sido algo "novo" entre eles... foi um beijo de quem se beija dessa forma, ou seja, não houve aquele momento surpresa. Sendo que isso não quer dizer absolutamente nada quanto à sexualidade de ambos.

E agora voltando ao que me levou a pensar escrever este texto.
Lembro-me de, não há muito tempo, ter visto uma notícia que divulgava o primeiro jogador de futebol a assumir-se como homossexual. Penso que ele era alemão... ou então jogava num clube alemão, já não sei muito bem. Lembro-me que nessa altura pensei que ele não poderia ser o único homossexual nesse meio. O problema é que o futebol é um d…