segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

It's done!

Eu estou ali ao fundo... não me vêem? ;)


Está feito!
Confesso que quando me aproximei da meta e vi aquele grande relógio a marcar 1h30... os meus olhos arregalaram-se e fiquei completamente desorientada. Muitas vezes disse que achava que conseguiria acabar o trajecto com um tempo algures entre 1h30 e 1h40, mas sempre convicta que iria ultrapassar 1h40.

Os primeiros 4 km foram dolorosos. A subida e o frio estavam a dar cabo dos meus músculos das pernas. Nesse percurso corri, talvez, uns 600m. As pernas não respondiam e pensei mesmo que não seria capaz de correr em ponto nenhum do percurso.
Aproximadamente na zona da marca dos 4km, iniciou a 1ª descida. Rua de Camões que eu tão bem conheço. Aí comecei a minha corrida. Ritmo lento, velocidade e respiração completamente controladas. Ainda tive direito a um high-five de um miúdo (5/6 anos) de casaco fluorescente e óculos que ia a passar e me estendeu a mão. :)
De seguida, subida até à Praça da República, entrega de água e 2ª descida bem longa na Rua da Boavista. Retomei o ritmo de corrida na descida. Segui certinho. Aproveitando a força da gravidade mas controlando sempre o ritmo. Eu queria chegar ao fim da prova.... ficar a meio por me estatelar no chão ou por ficar sem fôlego era completamente impensável!
Passo a rotunda da Boavista novamente em modo caminhada mas pouco mais à frente retomo a corrida. Algures entre o km7 e o km8, liga-me o A. Acabou a corrida com uma marca pouco interessante para ele. Na altura em que ele me ligou eu estava a correr e mantive o ritmo mesmo a falar ao telemóvel.
Passo a marca do km8. Pouco antes de entrar no túnel de Ceuta, retomo a corrida. Não abrandei a corrida até à meta. Visto que a marca do km9 era +/- a meio do túnel, eu diria que fiz cerca de 1.5km a correr. Esse último esforço... não foi bem um esforço. Foi um puxar pelo meu corpo até onde eu percebi que conseguia ir. Após passar a meta fiquei completamente incrédula, o pensamento esvaziou e só me conseguia focar que tinha começado e terminado a correr (passei em ambos os pórticos com ritmo de corrida).
Passei a zona das medalhas ainda meia sem reacção e só uns minutos mais à frente é que me lembrei que tinha de desligar o endomondo e que convinha ligar ao A. para saber onde ele estava.

O endomondo diz que fiz 10.99km em 1h38. Há que ter em atenção que o liguei 5min antes da prova começar e a alguma distância do pórtico de partida e só me lembrei de o desligar uns minutos depois de cruzar a meta e também a alguma distância desse pórtico.
Eu vi o relógio a marcar 1h30 quando cruzei a meta e dizem os resultados que fiz a prova em 1h25 (5 min de delay entre a prova começar e eu passar no 1º pórtico).

Não vou dizer que adorei a experiência. Não sou amante de corrida. Mas nesta prova percebi o que muita gente diz... que a corrida é quase terapêutica, que faz bem à cabeça (sobre esse ponto escreverei outro post).
O A. diz que acha que eu irei conseguir fazer a prova do próximo ano em 1h15, basta que me prepare com mais tempo. Eu digo que logo veremos com o ano corre! ;)

Sem comentários:

Enviar um comentário