domingo, 13 de julho de 2014

Rituais religiosos

Já que tenho tenho o arraial montado aqui por estas bandas, hoje durante a tarde decidi sair de casa para ir ver as vistas.

Saí de casa...dei uma volta pela feira (é mais pequena do que estava à espera) e dirigi-me à igreja. Como nunca lá tinha entrado (sim, moro a escassos metros de uma igreja e nunca lá tinha entrado) pensei que seria uma boa oportunidade se a porta estivesse aberta.
Ao ir nessa direção percebi que iria estar aberta de certeza! Estavam a organizar uma procissão.

Vários andores na rua, muita gente....

Não liguei grande coisa... segui a minha vidinha e entrei na igreja.
Nada de mais a registar.... É simples como eu gosto.

Ao sair da igreja, como esta fica num alto, percebi melhor o que se estava a passar. Estavam a montar a procissão. Havia um entroncamento, de uma rua vinham os andores da outra rua vinham os figurantes vestidos a preceito. Havia anjinhos, nossas senhoras, Cristo, etc. até um mini-cardeal!
E ali fiquei... a observar aquele ritual. Só conseguia pensar na quantidade de dinheiro que foi esbanjada para montar tudo aquilo... porquê? Porque a igreja  católica continua a insistir nestas demonstrações vãs em vez de colocar em prática os ideais que, supostamente, são a sua base?
Fiquei até ao finalizar da procissão. E, para mim, essa foi a pior parte! No fim ia (presumo) o pároco da igreja. Ricamente vestido e na sombra de um estandarte seguro por, pelo menos, 6 pessoas (mas qual membro da realeza se passeava por aquela rua) e rodeado por mais umas quantas beatas.
Presumo que aquela figura que vi hoje seja a que, próximo do Natal, se lembrou de pedir a oblata. Só tenho a dizer que cada vez menos simpatizo com essa figura!

Sem comentários:

Enviar um comentário