quarta-feira, 12 de março de 2014

Palco

Nos últimos dias houve alguém que chegou à conclusão que eu gosto do palco. E que mo disse assim, sem mais nem menos.

É mesmo verdade... Gosto de estar em cima do palco seja a cantar ou a representar.
Não me importo de me expor porque quando o faço já estou bem segura do que vou fazer (o que não impede de sentir nervos, perder o apetite durante uns dias e, consequentemente, irem uns kilos ao ar).

Quanto mais o faço menos vergonha tenho... e quem me viu em cima do palco naquele 1º recital de canto (depois de tantos anos de interregno das lides do espectáculo) e compara com a minha postura hoje em dia nestas "coisinhas" que vou fazendo, é capaz de dizer que sou uma pessoa diferente (e terá toda a razão).

Agora, neste preciso momento, faz-me falta o canto! Queria continuar a crescer nessa área mas cortaram-me as asas e estou com receio de procurar outros de quem não goste ou com quem ache que regrido em vez de evoluir. Por isso essa parte está parada mas o resto não.

Envolvo-me em projectos de representação que brotam como cogumelos na minha vida... Projectos que se sucedem uns aos outros mesmo sem eu fazer muito para que isso aconteça.
Já percebi que basta levantar uma pontinha do véu e os contactos vão acontecendo naturalmente. É que há sempre alguém que conhece alguém que precisa de uma actriz para fazer algo e eu vou fazer a perninha.
E isso deixa-me feliz.... Muito feliz!

Sem comentários:

Enviar um comentário