domingo, 9 de março de 2014

Paixões

Neste momento a minha vida é cheia de paixões: cantar, representar, escrever, ler, viajar, etc.
Podia ficar aqui a enunciar um sem número de coisas que agora enchem o meu dia-a-dia.

Depois tenho as paixões mais "tradicionais": a matemática, a química e a física. Estas paixões fazem parte da minha formação de base... e das quais tenho saudades porque, simplesmente, não as exercito de forma constante.

E assim, mantenho uma constante luta entre paixões e o rumo que segui com a minha vida e sobre o que gostaria de ter feito.

Se gostava de ter feito algo mais ligado ás artes? Gostava. Hoje gostava de viver com "as duas pernas" nas artes do espetáculo. Gostava de ter aprofundado a minha vontade de representar, gostava de ter percebido o potencial da minha voz, gostava de ter percebido mais cedo o gozo que me dá escrever, gostava, gostava....

Mas ao mesmo tempo... isso teria implicado deixar as ciências para trás ainda mais cedo. Teria implicado uma evolução pessoal diferente da que tenho hoje. Implicaria ter conhecido pessoas diferentes das que conheço hoje (e das quais gosto tanto e que tanto me ajudaram a construir-me)
E será que eu iria gostar dessa outra pessoa como gosto da pessoa que sou agora?
Talvez sim, talvez não.
O mais engraçado é que quando me perguntam se mudaria alguma coisa do meu passado, eu respondo sempre que não (e acreditem que a resposta é mesmo sincera).
Talvez isso seja o sinal que preciso para acalmar as minhas dúvidas constantes.

E assim, sou a pessoa séria e com "toneladas" de responsabilidade durante o dia.... e sou a criativa e cumpridora dos projectos que abraço durante a noite.
No meio desta azáfama, ainda arranjo tempo para tratar de mim, estar com os meus amigos (os antigos e os novos) e divertir-me! Divertir-me muito!

Sabem que mais?
Viva as paixões!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário