domingo, 26 de maio de 2013

Tortura

Ás vezes acho que devo gostar de sofrer. Fico no meu canto a olhar os outros de longe... e sofro demais!
Isso não significa que não gosto da minha vida ou que quero que ela seja diferente.
Mas o acto de observar e saber que determinadas situações são impossíveis têm o sabor de tortura... lenta  e dolorosa.
No entanto não sou capaz de desviar o olhar. Tenho a sensação que sou atraída para a dor constante. Tenho a sensação que só essa dor me faz sentir viva.

Tudo isto para dizer que gostava de deixar de olhar para ti ou que, pelo menos, ao olhar para ti não doesse tanto como doi. Vai chegar o dia em que me vou desprender de ti. E nesse dia esta tortura vai acabar.... mas outras virão! Porque a natureza humana é mesmo assim.... feita de dor permanente!

Sem comentários:

Enviar um comentário