segunda-feira, 18 de março de 2013

Parvoíces, só parvoíces!

Mas porque é que será que quando digo/escrevo um monte de parvoíces me sinto com o espírito leve?
E quando vou reler essas parvoíces fico com um sorriso nos lábios.... :)

Sem comentários:

Enviar um comentário