quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Anseio


Anseio pelo dia em que me tocas com as tuas mãos frias. Imagino os teus dedos percorrerem o meu corpo quente e tenho arrepios. Provocas-me mas não cumpres.
Consegues imaginar a sensação de insatisfação que me deixas no corpo?

Procuro-te mas não estás lá.
Procuro-te porque te quero... mas deixas-me no suspense.
Suspense que dura minutos, horas, dias, semanas,.... e não há forma de te decidires. Não há forma de me dizeres que também me queres.

Procuro-te porque te quero!
Quero os teus lábios nos meus, quero o teu respirar na minha pele, quero os teus dedos no meu corpo, quero o teu olhar a perfurar o meu,...

Quero cada centímetro do teu corpo. Quero-te fora de preconceitos e sem pressas. Quero-te só para mim.

Anseio pelo dia em que dirás que também me queres e espero que ele não esteja num futuro demasiado longínquo.

Sem comentários:

Enviar um comentário