segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Animais

Antes de escrever o que quero tenho de fazer duas notas introdutórias:

1º Apenas quem me conhece na minha fase pré-Gaby, sabe o quanto eu tinha medo de animais. Nunca lhes fiz mal, nunca lhes desejei mal.... simplesmente tinha medo! Eu atribuo isso ao facto de ter sido mordida por um gato na casa da minha avó (facto que a minha mãe nega veemente mas que eu recordo muito bem...).

2º Neste momento moro a 15 minutos a pé do meu local de trabalho pelo que a maior parte do dias vou mesmo a pé!

E acabando as notas introdutórias posso iniciar o meu testemunho de hoje!

Hoje, na minha caminhada de regresso a casa, vi mais uma vez algo que me deixa muito triste.

Já por várias vezes passei ao lado de uma varanda com um cão pequeno em cima do parapeito. Tal facto não seria nada de especial não fosse o cão estar completamente fechado na varanda. A persiana da mesma está fechada como eu nunca fecho as minhas... até ao fundo mesmo! O cão é relativamente pequeno e não estou a falar de um parapeito propriamente baixinho. Se for como o de minha casa (e acredito que seja muito semelhante) deve ter cerca de 1metro de altura. O cão coloca-se num pequeno espaço (nem quero imaginar as vezes que ele não deve ter caído a tentar colocar-se naquela posição) a olhar para o movimento da rua. Não ladra a quem passa nem aos carros... está simplesmente a observar.

Mas afinal porque é que isto me choca? Porque aquele cão está exposto às condições climatéricas pelo menos das 9h00 às 18h00 e acreditem que está um frio desgraçado! Esta situação passa-se a uns metros de minha casa e hoje quando passei lá (mesmo com a caminhada) eu vinha com frio por isso só posso imaginar o pobre do bichinho ali parado um dia inteiro.
E estas coisas pura e simplesmente deixam-me triste!
Sim, o bichinho tem dono. Não, não me parece maltratado ou subnutrido. Mas como é que alguém que goste daquele animal é capaz de o deixar assim um dia inteiro???Dias a fio???? Eu não seria capaz!

Nestas altura só consigo pensar na "minha" (bem, tenho mesmo de mentalizar que a cadela nunca foi minha) Gaby.... na sorte que a "minha" bichinha tem e como há tantos animais que, mesmo tendo donos que tratam bem deles, depois fazem estas coisas estúpidas!
Mesmo eu que, como disse no inicio, tinha medo de animais... nunca me passaria pela cabeça fazer tal a um animal.

E agora perguntam vocês... e tu vais fazer o quê em relação a isso? 
Pois, nada! Não me vou meter na vida privada de quem não conheço...

E acrescentam.... Pois, pois, escreves isso mas não és capaz de adoptar um animal.
Têm toda a razão.... neste momento ainda não me sinto com disponibilidade para adoptar um animal. Passo muito pouco tempo em casa e não sinto que seja a altura adequada para o fazer. Mas podem ter a certeza que vou fazê-lo!
Tenho muitas saudades da Gaby e quero manter o contacto próximo com os animais. Pelo menos esses não me desiludem!

Sem comentários:

Enviar um comentário