terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Só posso estar mesmo doente

Evidências desse meu estado:

1º na hora de almoço vou ao supermercado comprar água... passo (duas vezes) no corredor dos chocolates e bolachas com completa indiferença e até um certo ar enjoado;
(quem me conhece bem sabe que sou uma gulosa de 1ª e chocolatinhos é coisa que vem sempre nestas minhas investidas ao supermercado)

2º leio poesia e tudo faz sentido quando, durante os 31 anos da minha existência, sempre odiei poesia.
(por isso é que sempre fui a menina dos números e nunca das letras... embora sempre tenha gostado de ler)


Portanto, é oficial! Estou doente!

4 comentários:

  1. Eu continuo a achar que estás é apaixonada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh minha querida.... a sério que não! a minha vida é que anda numa revolução e nem sei por que ponta lhe pegar!

      Eliminar
  2. Ao acto de aprender a gostar de poesia chama-se amadurecimento e pureza do coração.

    Vais gostar desta nova fase, vais descobrir muitas mais coisas, porque vais descobrir que estar só não significa viver só. ;)

    Jinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois patxi....neste momento estou a olhar muito para dentro de mim mesma e estou a descobrir que não preciso de ter alguém ao meu lado para me sentir feliz... bem pelo contrário! :)

      Eliminar