quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

A pessoa que sou hoje

Hoje é um dia de reflexão.
Dia em que reflicto no que me dizem as pessoas à minha volta e no que eu própria digo e faço.

Por isso vou colocar aqui em letras o que tenho dito e repetido a muita gente nos últimos tempos.

Não me arrependo de absolutamente nada do que fiz, dos erros que cometi, das decisões que tomei.
E porquê? Porque tudo isso faz de mim a pessoa que sou hoje.... e eu gosto muito da pessoa que sou hoje. Se os outros gostam não me importa. O importante é eu gostar de mim mesma!
Talvez por ter chegado a esse ponto de conforto comigo mesma é que consigo, por exemplo, ir ao cinema sozinha. Gosto da minha própria companhia (ponto). Não preciso de me rodear da companhia dos outros para me sentir bem.
Mas é claro que se me rodear de BOA companhia, ainda melhor!

No dia em tomamos  a decisão de nos divorciarmos (mas quem é que eu quero enganar? a decisão foi minha e tu simplesmente aceitaste) disseste-me que te arrependias de ter casado. Juntamente com outra afirmação que decidiste expressar só nesse dia quando tiveste anos para o fazer, foi das coisas que mais me magoou.
Nesse mesmo instante disse-te que não me arrependo de nada do que fiz. Nessa altura não sabia bem o que isso significava mas hoje sei.

Sei que sou forte o suficiente enquanto tu não passas de um fraco. Porque só os fracos se arrependem do que fizeram. Só os fracos querem esquecer o que viveram.

Lamento.... podes achar que eu é que fui o elo mais fraco dessa relação porque me subjuguei às tuas vontades. E em parte até poderás ter razão.
Mas a verdade é que tu é que foste o elo mais fraco. Porque foste quem arranjou desculpas esfarrapadas atrás de desculpas esfarrapadas. Porque foste a pessoa que se arrependeu do que fez durante anos.
A verdade é que fui eu que arranquei forças no fundo do meu ser para me libertar de ti enquanto tu mantiveste uma posição estática.
Choraste? Não sei. Gritaste? Não sei. Esperneaste? Não sei.
Eu fiz todas essas coisas porque essa era a forma de me libertar de ti e de me tornar na pessoa que sou hoje.

E eu gosto muito da pessoa que sou hoje.

Sem comentários:

Enviar um comentário