quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Do dia a dia

Há conversas que oiço que doem demasiado...
Quem as tem não tem culpa, eu não tenho culpa. Mas isso não significa que passe a doer menos só porque não há culpas a atribuir.

Fico triste e dorida e é só isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário